Pesquisadores relatam possibilidade de uma possível 3ª dose de vacina contra variantes da covid-19

Coluna: Ednei Silva

Pesquisadores relatam possibilidade de uma possível 3ª dose de vacina contra variantes da covid-19 Pesquisadores relatam possibilidade de uma possível 3ª dose de vacina contra variantes da covid-19 Pesquisadores relatam possibilidade de uma possível 3ª dose de vacina contra variantes da covid-19 Pesquisadores relatam possibilidade de uma possível 3ª dose de vacina contra variantes da covid-19 Pesquisadores relatam possibilidade de uma possível 3ª dose de vacina contra variantes da covid-19
Pesquisadores relatam possibilidade de uma possível 3ª dose de vacina contra variantes da covid-19

O surgimento de variantes do Sars-CoV-2, coronavírus responsável pela covid-19, preocupou a comunidade científica e os laboratórios que desenvolvem imunizantes contra a doença. Cientistas analisam que pode ser necessária uma dose de reforço para melhor proteção.Até o momento, as principais variações são as oriundas do Reino Unido, da África do Sul e do Brasil.

Laboratórios como ModernaPfizer/BioNTech e Johnson & Johnson já apresentaram os resultados de estudos que analisam o comportamento de suas vacinas contra essas variantes. As pesquisas apontam que elas são eficazes na proteção contra as formas graves da covid-19.

Os imunizantes, no entanto, fazem com que o sistema imunológico humano produza uma quantidade um pouco menor de anticorpos do que o normal ao entrar em contato com as novas formas do coronavírus em especial as da África do Sul e do Brasil.

Segundo Naveca pesquisador da Fiocruz em uma entrevista a BBC News Brasil, o mais importante é que o imunizante proteja das formas graves da doença. “Agora, se os estudos demonstrarem queda de eficácia nesse sentido, provavelmente as pessoas já vacinadas precisarão ser reimunizadas, com vacina adaptada, ou tomar uma dose adicional”, afirma.

O virologista Julian Tang, professor da Universidade de Leicester, no Reino Unido, concorda. “Pessoas que já se vacinaram poderão ter que tomar mais uma dose, quando adaptações das vacinas forem concluídas para proteger contra variantes”.

O ministro da Saúde do Reino Unido, Edward Argar, anunciou nessa 2ª feira (8.fev.2021) que o governo britânico estava prevendo imunização anual contra a covid-19, como já é feito com a vacina da gripe. Resta-nos aguardar o pronunciamento das medidas aqui no Brasil.

Ednei Silva

Ednei Silva

Radiologia Médica, Terapeuta e Professor
Instagram: @radiologia_ednei_silva